9.6.17

Tübingen, a pequena notável


Eu sofro para escolher nomes para as postagens. Fico querendo fugir do lugar comum, de se colocar no título só o nome da cidade, dai escolho essas pérolas (rs.), mas sim, Tübingen, apesar de pequena é uma cidade muito interessante.
Eu comecei a me interessar por Tübingen através do blog This German Life, da queridíssima Ana. Ela morou e estudou na cidade e vira e mexe escrevia sobre Tübingen, o que foi chamando a minha atenção para a conhecer essa cidade. Já tinha até olhado no mapa a distância e tal, mas sempre adiava. Pretendia também conhecer a Ana, quando estivesse em Tübingen, mas ai o tempo foi passando e a Ana já nem em Tübingem mora mais. Mas eu continuo em contato com a Ana e lendo o blog dela :-). Enfim, eis que pegamos um dia que foi feriado em Zurique (Sechselauten) e fomos finalmente conhecer Tübingen.

Tübingen fica localizada na região de Baden Würtemberg, cerca de 30km de Stuttgart, a capital do estado. É ainda uma excelente opção de bate volta para quem mora na Suíça, ficando há mais ou menos 2:00 hs de distância de cidades como Zurique, e 2:30 de cidades como Basel ou Aarau. Inclusive há muitas cidades interessantes nesta região, que está bem próxima à Suíça alemã, como Gegenbach, Esslingen, Triberg, Freiburg entre outras. 

A cidade, por ser pequena, é muito agradável e fácil de se locomover por ela. É possível fazer o principal (para os turistas) a pé. A poucos metros do centro novo da cidade, se chega a Altstadt (o centro antigo e histórico). Logo de cara a gente se depara com a lindíssima praça (Marktplatz). Esse é também um dos pontos mais icônicos e fotogênicos da cidade. No dia em que fomos havia uma feirinha por lá, o que deixou a praça com um ar ainda mais cool. Havia banquinhas de flores, frutas, legumes e produtos regionais.
 A linda Marktplatz em Tübingen
Abaixo a Marktplatz com a fonte de Netuno
Além disso, nesta mesma praça, está a prefeitura (Rathaus) e a fonte de Netuno, que chamam muito a atenção de quem passa por lá. O prédio da prefeitura possui um relógio astronômico que data de 1511 e que, até hoje, funciona.
 A Prefeitura de Tübingen e o seu relógio astronômico

Tübingen é uma cidade tradicionalmente universitária. Fundada em 1477, a Universidade de Tübingen é uma das mais antigas da Alemanha e atrai estudantes de várias partes do mundo. Embora a cidade seja muito tranquila, o clima que lá predomina é bastante jovial. Dos aproximadamente 80.000 habitantes, 20.000 deles são estudantes.

Às margens do Rio Neckar (que corta a cidade), percebemos uma atmosfera ainda mais ainda descontraída, onde os estudantes (e os não estudantes também,rs...) sentam-se às suas margens para fazer um lanche na hora do almoço ou mesmo para relaxar quando há um solzinho.
As pitorescas casinhas, que estão às margens do rio Neckar, dominam a paisagem e refletem-se nas águas do rio, criando um reflexo maravilhoso sob suas águas calmas.

Reflexos esses que são desfeitos somente quando alguma barca, do mesmo estilo das gôndolas venezianas, cruzam o rio e produzem ondas nele. As canoas (conhecidas como Stocherkähne) que trafegam pelo rio Neckar são tradicionais e já fazem parte da paisagem de Tübingen.
  Gondoleiros curtindo um descanso e o solzinho
 Dentre as lindas casas que margeiam o Rio Neckar, uma casa amarela com um formato arredondado no meio, chamada de Hölderlinturm é destaque e sempre mencionada nos folhetos de turismo, pois foi lá que o poeta Friedrich Hölderlin (1770-1843), que sofria de depressão, passou os últimos 36 anos de sua vida, após ter sido declarado louco.
Uma cidade jovial e com uma praça linda, casas maravilhosas que beiram o Rio Neckar e passeios de Gôndola. E como se não bastante tudo isso, a cidade ainda conta com um castelo, onde de cuja colina se avista uma boa parte da cidade baixa.

É através de uma ladeira próxima à Rathaus que somos conduzidos até o Castelo (Schloss) Hohentübingen, que foi o antigo castelo da cidade, funcionando hoje como um museu pertencente a Universidade de Tübingen.
O Castelo de Hohentübingen demonstrava toda a sua imponência e importância através de um portão em forma de arco romano. Nos tempos antigos, os ricos moravam na parte alta da cidade.
 
A parte lateral do castelo de Tübingen e o páteo interno dele.


Enfim, cidades como Tübingen que são "descobertas" através de blogs, são uma das coisas que eu mais gosto deste universo on line. Embora a blogosfera tenha mudado muito nestes últimos tempos, alguns blogs ainda continuam valendo mesmo a pena acompanhar. E eu acho tudo de bom quando sigo uma dica para conhecer um lugar assim, tão fofo, como Tübingen.

3 comentários:

  1. Sandrinha bom dia! Essa postagem mexeu com meu coração! Que saudade que tenho dessa cidade, do meu apartamento e da vida que eu levava la! Foi um periodo maravilhoso da minha vida. Fico feliz que atraves do meu blog voce tenha se interessado em conhecer essa preciosidade. Pena mesmo a gente nunca ter tido a chance de se encontrar. Mas acredito que um dia ainda vamos e vou poder te dar um abraço apertado! Obrigada pela tua amizade durante todos esses anos. Você é uma das poucas pessoas que acompanham o blog desde o início. Feliz de ter encontrado o seu e de receber o teu carinho virtual! O meu é recíproco! Um super beijo ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, saiba que o meu carinho por você é recíproco também e embora eu não esteja comentando tanto mais nos blogs como fazia antigamente, saiba que sempre estou lendo as suas postagens, além de acompanhar pelo insta, é claro :-).
      Sim, teremos chance de nos conhecermos! Temos planos de ir para os lados de onde você está agora morando, se isso se concretizar, eu aviso você. Beijos e ótima semana!!

      Excluir
  2. Ahhhh, que cidade encantadora...aquelas canoas, eu adoro andar em qualquer embarcação fluvial ou marítima, hehe...esses passeios admirando as margens das cidades, pra mim são sempre interessantes...gosto de olhar uma cidade assim de fora, por suas margens...

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...