24.11.16

St. Martin e o vale de Calfeisental

🎵🎵♪♪ 
Moro onde não mora ninguém
onde não passa ninguém
onde não vive ninguém
é lá onde moro
e eu me sinto bem  ...
🎵🎵♪♪

Calfeisental, é esse lugar. Onde não mora ninguém. Onde não vive ninguém. O vilarejo fica aberto somente de maio até outubro. Nos outros meses do ano, não passa mesmo ninguém.
Foi no início do século 14 que St.Martin e o vale de Calfeisental começaram a ser habitados. Foram os Walsers (moradores dos alpes) que começaram a viver lá. Entretanto, nem para os Walsers, que eram acostumados a viver nas montanhas, a vida em Calfeisental era fácil.
Devido as condições climáticas desfavoráveis, com o passar dos anos os Walsers foram migrando, e arrumando outro lugar para amarrar a égua, ou melhor, as cabras. Com isso o vale foi ficando cada vez mais deserto. Para se ter uma idéia do quão difícil era viver lá, entre 1300 a 1652 viveram ali somente cerca de 100 pessoas. Pouca gente para tantos anos.
As casinhas de Skt. Martin que servem de pousada e restaurante de maio a outubro
Em Calfeisental há somente uma rua "habitável", com um restaurante, que serve também como pensão/pousada entre os meses de maio a outubro para os turistas e para os caminhantes. Durante o inverno, a estrada para Skt.Martin fica fechada devido a perigos de avalanche.
Calfeisental é um afluente do vale Tamina e é um lugar mais conhecido turisticamente pela população local aqui da Suíça, acho que especificamente por aqueles que fazem trilhas nas montanhas. O vale fica localizado na região de Bad Ragaz, mesma região onde fica o vilarejo da Heidi, não há lá um turismo de massa, como nas montanhas mais famosas daqui, em partes também pela dificuldade de se deslocar até lá. Atualmente essa é uma área de reserva e proteção ambiental.

Chegar até Calfeisental não é das tarefas mais fáceis. Isso porque, diferente da maioria dos vilarejos alpinos da Suíça que é servido por cable, trem ou ônibus, Calfeisental só é alcançável de carro ou a pé. Para quem for visitá-lo de transporte público, será necessário ir até Bad Ragaz e da estação de trem, você deverá tomar um ônibus até Vättis e de lá, seguir a pé até Calfeisental. A caminhada será longa... Já de carro, a partir de Bad Ragaz programe o GPS para Skt.Martin e de lá siga as sinalizações. A estrada que liga o vale é sinuosa e cheia de curvas. Além disso, será necessário atravessar dois ou três túneis bem estreitos, e por isso atenção: os acessos para ir e vir são limitados a cada meia hora (meia hora pra cada sentido ida e volta). Não é possível que dois carros trafeguem ao mesmo tempo.

A barragem de Gigelwald, na chegada a Skt Martin
Mas, chegar lá, valeu o esforço. A manhã do começo de outono havia começado gelada, mas felizmente o sol fez a gentileza de aparecer horas depois em Calfeisental. Esse é um lugar muito bonito e que guarda uma certa aura mística. Muitos acreditam que este vale possui fortes energias e muitas lendas relatam que eventos estranhos e "sobrenaturais" aconteceram por lá. Místicos creem que Calfeisental é um lugar de cura e de energização.


Bem, o vale é um verdadeiro achado para quem procura por tranquilidade e belas paisagens.Se é energético ou místico, eu não sei, mas estando lá a gente sente mesmo uma aura de paz e tranquilidade. Impossível ficar alheia a beleza do vale e ao silêncio do alto das montanhas.
 Riachos e pequenas quedas d' água cortam o vale.
Estando lá é possível explorar uma boa parte do vale e fazer uma caminhada até a cabana do Sardona (mas nós não fomos) cuja área foi tombada pela Unesco. Enfim, há pessoas que caminham durante dois dias para explorar o vale inteiro! Pra gente, não foi dessa vez. Quem sabe em uma próxima oportunidade.

2 comentários:

  1. Nossa, Sandra, acho que de todos os lugares que vc já mostrou aqui pra gente, este aí é um dos mais bonitos...oh se vc fizer uma lista dos dez mais, este pra mim fica entre os três primeiros dos mais lindos. Agora fica mesmo um mistério de tão pouca gente ter morado por lá...vamos acreditar mesmo que o motivo seja a difícil localização rs Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  2. Sempre que visito o teu blogue Sandra, descubro uma cidade ou povoação nova para visitar. É interessante, como um país pequeno tem tantos sítios para visitar.

    Beijinhos e bom fim-de-semana,
    Débora | Heidiland

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...