8.8.14

Tarasp e o seu castelo medieval

Tarasp é mais um pacato povoado suíço que fica no cantão de Graubünden, na Suíça de língua reto-romanche (que é um idioma que mistura alemão com italiano). Graubünden é também o maior e mais montanhoso cantão da Suíça. A cidade de Tarasp está localizada neste cantão, no vale do Engadin, onde também fica Samnaun e St Moritz.

A paisagem de Tarasp não poderia ser mais clichê e representativa da Suíça: um vale alpino de paisagem idílica!

Tarasp vista do alto do castelo medieval

Eu acho romântico e me soa até pueril quando alguém comenta que queria morar em um lugar assim, de paz e sossego.


Realmente, o lugar é lindo, mas pra morar, sei não... é preciso lembrar que no verão a Suíça é uma coisa, no inverno é outra... e os invernos nas montanhas são difíceis, rudes, longos e escuros e morar em um lugar assim, é viver, literalmente isolada. Acho que nem na minha aposentadoria me acostumaria a viver em um lugar desses, rs... mas essa sou eu...  há pessoas que são muito felizes morando em lugares assim. Pra mim, passar alguns dias, seria bom e relaxante!

Pensando na vida... acaba não mundão!
A cidadezinha é bem isolada. De comércio há os hotéis e os restaurantes que estão lá por conta do turismo da região, principalmente o turismo de inverno.

Entrada de uma pousada na região com a placa escrita em reto-romanche, um dos idiomas oficiais
da Suíça, e que tem a raiz latina.
Café com a "Bündner Nusstorte", que é uma torta de nozes com uma espécie de caramelo no meio.
Uma especialidade da região de Graubünden.
Só vi um supermercado por lá e que funciona dentro da agência dos correios. A "grande" cidade próxima é Scuol, que vou falar em outro post.




Esse vilarejo já pertenceu ao clã dos Habsburgos da Aústria e manteve-se como município austríaco até 1803, quando o território passou para a Suíça.

O envelhecimento da população da região tem se constituído em um desafio para Tarasp. O vilarejo contava com 312 pessoas até dezembro de 2012 e sem perspectiva de aumentar muito.

Caminho para chegar no castelo

O castelo medieval de Tarasp é um ponto turístico e você só pode visitá-lo em um tour guiado, que acontece diariamente. O valor para a entrada no castelo é de 12 francos para adultos.


Fotos dentro do castelo não são permitidas, somente no páteo. As únicas fotos que você pode fazer de lá, é de uma parte aberta que te dá a vista do vilarejo. No site do castelo, você pode ver a galeria de fotos e ler outras informações.

Estava acontecendo um casamento no dia em que visitamos o castelo.
Deu até vontade de casar de novo (com o mesmo marido, rs...) só pra casar em um castelo!
O castelo pertenceu a um industrial de Dresden, cidade da Alemanha. O Dr Karl August Lingner, estava em férias em Tarasp quando visitou o castelo e ficou indignado com a condição dele. Ele então comprou o complexo por 20 mil francos suíços e levou a cabo uma reforma completa.

O castelo de Tarasp no alto da cidade.
Esse mesmo senhor, foi o inventor da marca Odol, que é um enxaguante bucal muito conhecido e comercializado na Alemanha e também na Suíça até hoje. Na época do lançamento deste produto, o sucesso dele foi tão grande, que com o dinheiro das vendas, foi possível comprar e reformar todo o castelo.


Infelizmente o Dr Lingner não teve tempo de morar no castelo, pois quando estava tudo pronto para recebê-lo, ele morreu inesperadamente.







Hoje o castelo pertence a família Hesse de Darmstadt, na Alemanha, que continua a garantir a manutenção e a administração do castelo.

Foi só uma pena que no dia em que visitamos Tarasp, o tempo estava nublado e o sol não apareceu. Bom, mas pelo menos também não choveu, o que já pode ser considerado uma vantagem em vista do verão torrencial que estamos tendo, rs...

Por fim, Graubünden é uma região mais isolada e muito bonita e que preserva os costumes alpinos e tem o seu próprio idioma. É uma região muito conhecida para quem curte esportes de neve. Lá também tem as melhores águas termais. St. Moritz é a sua mais famosa e glamourosa cidade. Vale a pena conhecer a região!

27 comentários:

  1. Adorei tudo, mas aquela torta de nozes...oh mein gott....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A torta é bem gostosa, mas só um pedacinho é suficiente, porque é um pouco pesada. Hummmm

      Excluir
  2. Passeio legal Sandra! Lugar lindo e interessante para conhecer!
    Beijos, Deus abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! Um passeio bem tranquilo e diferente mesmo. Abs!!

      Excluir
  3. Ai que lindo Sandroca.

    As fotos são sensacionais, imagina casar em um castelo eu quero rs...

    bjokas com muitas sdd =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina Bell... aqui castelos não faltam. Só o princípe, hahaha. Bjs

      Excluir
  4. Que encanto de lugar! Sem brincadeira, eu adoraria morar num lugar desses, apesar do isolamento, ou por causa dele, não sei... hehhehe...

    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura?! Eu não moraria não, rs... Pacato demais pra mim! Bjs

      Excluir
  5. adorei tudo. Viajar renova as energias e engrandece a alma!!! AMO

    E casar de novo é facil. Renovar os votos anda na moda. Castelo já!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Inaie, renovar votos está na moda. Quem sabe daqui há alguns anos estou eu em um castelo fazendo isso?, rs.. Bjs

      Excluir
  6. Oi Sandra! In Samnaun war ich vor vielen Jahr auch schon - St. Moritz fehlt mir noch in meiner Sammlung!

    Dir eine schöne Woche,

    Gruß, Uwe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. So, kommt hier um St Moritz besuchen! Aber, bitte nicht vergessen zu mir sagen :-).

      Excluir
  7. Essas fotos da Suica fazem a gente babar aqui...rs..concordo com voce, um lugar calmo desse jeito pra passar uns dias e otimo mas pra morar, sei nao pelo menos nao e pra mim...rs.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, morar já são outros quinhentos, rs.. Bjs

      Excluir
  8. Que linda! Eu fico impressionada como aqui na Suíça qualquer buraco é rende fotos e histórias incríveis. Menina, agora que vi o post das mosquinhas anterior, que saaaaaaaaaaco elas minha nossa senhora! Vou tentar essa sua dica porque olha, aff.... no meu antigo apartamento não tinha isso não mas aqui em Zurich ave maria haja saco pra tanto mosquito, tem que trocar o lixo toda hora e limpar tudo imediatamente! hahahaha.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha, realmente, eu tô pra encontrar um lugar que seja realmente "feio" por aqui!
      Faça sim a armadilha para as drosófilas, elas são um ó!!

      Excluir
  9. Região perfeita, mas penso como você...é adorável para visitar de vez em quando, mas pra morar não! Lindo passeio!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pra passear é lindooooo, agora morar... ai ai ai, eu acho que entraria em depressão,r s...

      Excluir
  10. Gente, isso é real? Acho que eu toparia sim morar em um lugar assim por algum tempo. Deve ser maravilhoso e olha, o inverno nas montanhas tem suas vantagens ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que toparia por algum tempo tb (um mês, hahaha), ou por uma razão muito séria, rs... o inverno nas montanhas é lindo, mas difícil ao mesmo tempo e isso pq hoje em dia já existem muitas facilidades, imagina anos atrás?! Bjs

      Excluir
  11. Lugar lindo, não se tem dúvida, mas eu também não moraria lá, não! rs Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá. Adorei a placa, que pude entender na perfeição porque cá está, uma língua com origem no latim é perfeita! Parece espanhol. Mas afinal que línguas se falam por aí?

    Também adorei a última foto, a estrutura de madeira com água no interior. Isso é que são as águas termais que referes? Uma «piscina» ao ar livre, ao lado da estrada??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na Suíça há quatro idiomais oficiais: alemão, francês, italiano e o reto-romanche que é falado na região em que citei neste post.
      Você pode usufruir das fontes de águas termais em banhos públicos, hotéis e Spas da região, mas em locais específicos e não ao lado da estrada, rs... . A fonte da fonte certamente é de água potável.

      Excluir
    2. Ah! Estranhei a localização mas coisas mais estaparfúdias acontecem por este mundo a fora ;D

      Excluir
  13. É Sandra, eu faço parte do grupo que sonhava em morar nos alpes suiços. E é isso mesmo, um sonho que nasceu na infância. Hoje em dia, não moraria mais em lugar algum que tenha dias longos de inverno cinzento. Tenho pré-disposição a depressões, então não seria uma boa ideia rs
    Adorei 'conhecer' um pouco do meu sonho.
    Teu blog é ótimo. Vou passear por aí.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lia, obrigada pela visita e comentário :-).
      Sonhos.... quem nunca teve um assim como o seu né?! Tem sonhos que funcionam só na fantasia mesmo, rs.. Mas olha, tem muita gente que é feliz morando nos alpes, tudo é uma questão de perspectiva. Bjs

      Excluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...